sábado, 19 de outubro de 2013

QUERO CONHECER A SUA HISTÓRIA

É com grande satisfação que apresento a primeira história, "Mulheres de Fibra", enviada pela Beth. . Obrigada por participar,  amiga! Parabéns pelo emocionante relato e continue tendo muita garra nessa luta!


MULHERES DE FIBRA
Minha família tem muitas mulheres de fibra. Eu mesma,venho lutando contra o câncer a anos e sei  que hei de vencer esta batalha.  Sigo o exemplo da minha bisavó, que não conheci, pois quando vim ao mundo ela já era falecida. Minha avó veio para o Brasil com ela e vários irmãos. Meu bisavô faleceu durante a viagem e ela chegou ao porto de Santos sem falar português e sem conhecer ninguém. Não sabia para aonde ir, pois o plano era meu bisavô trabalhar numa fazenda de café. Ela acabou ficando em São Paulo, onde criou os sete filhos lavando roupa pra fora, costurando e dando aulas de piano para as crianças da vizinhança. Isso tudo sem falar quase nada do nosso idioma. Mas todos os filhos progrediram na vida e os netos estudaram e se formaram.  Minha mãe se lembra dela, sua avó, que muito a amava. Diz que ela era uma mulher muito refinada, mesmo quando fazia faxina e lavava roupa. Era chique por natureza. Ela vinha de uma família muito nobre de algum país do leste Europeu, onde era uma condessa. Vivia cercada de criados, louças finas, festas, saraus, jóias, tudo do bom e do melhor. Perdeu tudo quando fugiu da guerra. Chegou no Brasil praticamente sem nada. A única coisa que conseguiu trazer foi o seu piano, que meu tio tem até hoje em sua casa, como a mais antiga lembrança da família, que simboliza aqueles tempos áureos. Meu bisavô conseguiu trazer o piano por causa do prestígio que lhe restara, quando conseguiu autorização para trazer algo tão pesado. Como para os europeus a difusão da cultura, principalmente da música é muito importante, acabaram autorizando. E foi a salvação da minha bisa, pois quando ficou doente e não podia mais lavar roupa e fazer faxina, sobrou-lhe as aulas de piano para o seu sustento.  Tenho muito orgulho de ser sua bisneta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário