terça-feira, 6 de agosto de 2013

ABAIXO ASSINADO CONTRA FECHAMENTO DAS ESCOLAS ESPECIAIS

Se você acha que o MEC deveria se preocupar com a má qualidade do ensino ao invés de destruir o trabalho daqueles que se dedicam à educação especial, faça como eu: participe do abaixo assinado. Inclusão escolar, sim. Radicalismo, NÃO!

http://www.change.org/pt-BR/peti%C3%A7%C3%B5es/n%C3%A3o-a-proposta-do-mec-para-o-fechamento-das-escolas-especiais-antigas-apaes?utm_campaign=friend_inviter_chat&utm_medium=facebook&utm_source=share_petition&utm_term=permissions_dialog_false

O MEC quer fechar as escolas especiais. Eu sou contra. E você?

 Fechar as portas das escolas especiais significa fechar as portas de qualquer oportunidade para muitas crianças que realmente  precisam de um ambiente mais protegido, com profissionais especializados, que as ajude a crescer, socializar-se e desenvolver todo o seu potencial.

A inclusão deve ser uma meta, a ser alcançada na medida das possibilidades de cada um, e não por decreto. Falo por experiência própria, como mãe de um jovem especial que encontrou em escolas especiais valiosíssimo apoio e a única forma de se desenvolver.

Caso você também pense assim, faça como eu e participe de abaixo-assinados e petições públicas contra essa medida, pois é algo muito sério, que poderá prejudicar muitas pessoas e merece cuidadosa reflexão, sobre os mais diversos aspectos. Inclusão escolar é muito importante, mas sem radicalismo, sem preconceito.

domingo, 4 de agosto de 2013

PARA RECORDAR (o então recém-publicado romance "Berço Africano" na programação da Feira do Livro de Porto Alegre, dia 02/11/2010)

CORREIO DO POVO - ANO 116 Nº 33 - PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 2 DE NOVEMBRO DE 2010

AUTÓGRAFOS



CAIS DO PORTO

15h: "A Lua Dentro do Coco", de Guazelli.

16h30: "Pedacinho do Céu", de Silvia Helena Lencine.

18h: "Cultura Pop Japonesa - Manga e Anime / Manga: o poder do quadrinho japonês", de Sonia B. Luyten.

21h: "Nosso Lar, Bastidores do Filme", de Wagner de Assis.

MEMORIAL DO RS

18h: "Outras Mulheres", de Charles Kiefer (org).

20h: "Cadernos de Literatura da AJURIS", de Adair Philippsen.

PRAÇA DE AUTÓGRAFOS

14h30: "Ponto Final", de J.H. Bragatti; "Helena de Uruguaiana", de Maria G. Rodrigues; "De Guaxos e de Sombras", de Joana Bosak.

15h30: "A Missão - Biografia Espiritual", de Regina S. Isoppo.

16h30: "Sexualidade e Evolução Humana", de Magna Regina Tessaro Barp; "O Catavento da Vida", de Francesca Ducceschi; "O Velho Monge do Castelo", de Lauro Trevisan.

17h30: "O Estigma da Periferia", de Marisa de Andrade; "Aqui e Ali - De tudo um Pouco", de Sara R. Vicencio.

18h30: "Escrita, Leitura e I(nc)lusão Digital", de Dino Del Pino; "Organização e Práxis Libertadora", de Maria Ceci Minecky, Rafael Flores e Joyci Moraes (organizadores); "Histórias para Quem Gosta de Contar Histórias", de Cássio Pantaleoni; "Magia dos Dragões", de Eddie Van Feu; "Autobiografia de um Ex-negro", de Robertson Frizero; "Jornada dos Anjos", de Sandra Carneiro; "Minha Vida pelo Seu Perdão", de Berenice Germano.

19h30: "O Evangelho de Barrabás", de José Roberto Torero; "Brasil - Uma História", de Eduardo Bueno.

20h30: "Aurum Domini - O ouro das Missões", de Simone Saueressig; "Bussunda - A Vida Do Casseta", de Guilherme Fiuza; "Quem tem Ouvidos - Um Salto do Pensamento para o Inconcebível", de João Batista Mezzomo; "Berço Africano", de Marion Aranha.